fbpx

Você sabe o que é Neuromarketing?

Conheça um pouco mais sobre esta ferramenta estratégica que pode te ajudar
em diversos aspectos


Neuromarketing nada mais é que a mistura entre os estudos da neurociência e marketing.
Qual seu principal objetivo? Entender quais motivações fazem um consumidor preferir uma
determinada marca, comprar um produto e as relações entre clientes, marcas e fidelização.

O neuromarketing não se contenta apenas em avaliar o que está explícito nas pesquisas de
satisfação e nos feedbacks dados pela clientela; certamente estes processos são fundamentais
e contribuem para o papel do neuromarketing, mas é preciso ir além.

A tomada de decisão que antecede a compra não acontece de forma racional e com
padronizações lógicas. Ela se inicia no inconsciente: estímulos externos, propagandas,
interações midiáticas, sons e até mesmo questões olfativas podem fazer com que as pessoas
iniciem seu processo de compra.

Sendo assim, o neuromarketing não é necessariamente uma estratégia. Ele funciona mais
como uma ferramenta; uma forma de estudar o comportamento humano a partir de como o
cérebro processa as informações, e por isso, é dada a importância de ir além das pesquisas
introdutórias sobre o tema.

De maneira básica, o cérebro pode ser dividido em três partes, sendo elas: reptiliano, límbico
e neocórtex. Qual a função de cada parte? O reptiliano controla tudo que for responsável pela
nossa sobrevivência, como a respiração por exemplo. O Límbico é responsável por emoções
mais complexas, e tem relação com armazenamento de dados e memória, por exemplo. Já o
Neocórtex diz respeito às decisões, nosso raciocínio e as relações sociais. O neomarketing
sabe, portanto, a partir do funcionamento do cérebro, da necessidade de se utilizar as
estratégias para acionar justamente partes relacionadas às emoções: o reptiliano e o límbico.

Como o neuromarketing pode beneficiar seu negócio?

Contribui na tomada de decisão:

O neuromarketing potencializa os resultados de seu negócio. Quando você entende o que
influencia os consumidores para a definição de uma compra, você tem a possibilidade de
realizar melhorias e ações para isso.

Produtos mais próximos dos desejos do público

Com o neuromarketing você pode satisfazer os desejos de sua persona, entendendo o que de
fato ela espera dos produtos e que tipo de movimentação será preciso fazer para que o
produto em questão ataque seu subconsciente e influencie a sua compra.

Aprimora a experiência do consumidor

Com o neuromarketing você evidencia seus próprios benefícios e pode otimizar a experiência
do consumidor ao notar o que gera mais reações positivas engajamento e cliques, por
exemplo. Sabemos que nos dias atuais, o consumidor dá extrema atenção ao atendimento,
principalmente quando ele é personalizado. O neuromarketing pode te ajudar nisso também.

Há quem diga que estudar os mecanismos e ferramentas de neuromarketing não se configura
em uma postura ética, principalmente pela confusão entre as palavras manipulação e
persuasão. Enquanto a persuasão, crucial ao neuromarketing, servirá para convencer uma
pessoa a concluir algo que já existia dentro de si, a manipulação, pelo contrário, estaria mais
ligada ao fazer uma pessoa tomar uma decisão contra a sua vontade, mentindo e omitindo.

Lembre-se, neuromarketing é necessário e está praticamente em tudo. Não podemos escapar
dele.

Compartilhar esta matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Fale com um especialista

Somma publicidade

+55 15 9 9764 3569 - Suporte
+55 11 9 9911 3990 - Comercial
+55 15 9 9841 1451 - Financeiro

[email protected]

Rua Aparício Fiuza de Carvalho, 956 - Apto 02 Itaporanga/SP