fbpx

Reclamações sobre compras online dobraram de 2019 para 2020.

O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor de São Paulo (Procon-SP) registrou um aumento de mais de 100% nos atendimentos relacionados a compras online, se comparado os primeiros trimestres de 2019 e 2020. Em janeiro, fevereiro e março do ano passado foram 17.108 casos, já no mesmo período deste ano, 35.789. As questões mais reclamadas pelos consumidores são demora ou não entrega da mercadoria, seguidos por problemas com cobrança e produtos com defeitos. Os consumidores reclamaram também de problemas com contrato, pedido ou orçamento, serviço não fornecido, cancelamento da compra e entrega diferente do pedido. Com a pandemia do coronavírus, as compras online foram vistas como fundamental para obtenção de itens considerados essenciais. A logística, porém, acabou afetada pela diminuição de pessoas nos centros de distribuição e maior tempo de frete por conta do aumento de demanda. O secretário de defesa do consumidor de São Paulo, Fernando Capez, afirmou que as empresas podem ser multadas caso infrinjam o Código de Defesa do Consumidor. “O Procon, enquanto órgão de defesa do consumidor, irá multar as empresas que estão agindo em desacordo com a lei”, afirma.

Compartilhar esta matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Fale com um especialista

Somma publicidade

+55 15 9 9764 3569 - Suporte
+55 11 9 9911 3990 - Comercial
+55 15 9 9841 1451 - Financeiro

[email protected]

Rua Aparício Fiuza de Carvalho, 956 - Apto 02 Itaporanga/SP